Ilustração sobre a Localidade

Coruche

Coruche é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Santarém, com cerca de 8 900 habitantes.

Desde 2002 que está integrada na região estatística (NUTS II) do Alentejo e na sub-região estatística (NUTS III) da Lezíria do Tejo; continua, no entanto, a fazer parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, que manteve a designação da antiga NUTS II com o mesmo nome. Pertencia ainda à antiga província do Ribatejo, hoje porém sem qualquer significado político-administrativo, mas constante nos discursos de auto e hetero-identificação.

É sede de um dos maiores municípios de Portugal, com 1115,72 km² de área mas apenas 19 944 habitantes (2011) 1 , subdividido em 6 freguesias. O município é limitado a norte pelos municípios de Almeirim e Chamusca, a nordeste por Ponte de Sor, a leste por Mora, a sueste por Arraiolos, a sul por Montemor-o-Novo e pela fracção secundária do Montijo, a oeste por Benavente e a noroeste por Salvaterra de Magos.

 

História

A presença humana ao longo de todo o vale do rio Sorraia está testemunhada pelos inúmeros vestígios arqueológicos que, dados os recursos naturais disponíveis, confirmam a fixação humana de forma continuada desde o Paleolítico.

Datável entre o 5.º e o 3.º milénios a.C., o conjunto megalítico de Coruche, localizado no extremo sudeste do concelho, é composto por cerca de três dezenas de monumentos, intervencionados na década de 30 do século XX pelo Professor Manuel Heleno, à data director do Museu Nacional de Arqueologia. Associado às antas ou dólmenes, antelas e cistas foram encontrados inúmeros objectos, directamente relacionados com o culto funerário do período Calcolítico.

Igualmente os romanos deixaram marcas no vale do Sorraia, sugerindo um povoamento concentrado junto ao rio e uma ocupação rural intensa entre os séculos I e V d. C. Uma vez mais o rio Sorraia assume uma importância primaz como via de comunicação por excelência, permitindo o escoamento e recepção de mercadorias de vários pontos do Império.

No período de domínio islâmico, Coruche, dada a sua posição geográfica, assume uma importância estratégica entre as cidades de Xantarîn (Santarém) e Yâbura (Évora), daí a construção de uma fortificação que, posteriormente, durante o processo da Reconquista teve um papel de grande relevo.

D. Afonso Henriques chega a Coruche em 1166, sendo que entrega a manutenção deste espaço, em 1176, à Ordem militar dos freires de Évora ou Ordem militar de S. Bento. O primeiro foral da vila de Coruche foi outorgado por D. Afonso Henriques em 26 de Maio de 1182, segundo o modelo do foral de Évora, confirmado por D. Sancho I, em 1189, e por D. Afonso II, em 1218, mantendo-se até D. Manuel, quando este, no século XVI, procede à reforma dos forais.

 

Fonte dos textos: Wikipedia

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Ainda não há comentários para este artigo.

Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast

NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

Oito distritos do Norte e Centro sob aviso amarelo devido à neve
O aviso para os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Castelo Branco e Braga vigora entre quinta e sexta-feira.

Presidente da associação de juízes diz que PGR revelou “mau perder” no caso da Madeira
Procuradoria-Geral da República contestou o entendimento do juiz Jorge Bernardes de Melo de não haver indícios de crimes dos três detidos no caso da Madeira.

MP pede condenação por “documento falsificado” de coronel que dirigia Comandos no ano do curso fatal
Coronel Dores Moreira foi acusado de falsificação de documento em co-autoria com outro oficial dos Comandos. Advogados de defesa pedem a sua absolvição.

Os europeus não se estão a sentir heróicos e é pena
Na falta desse sentimento de heroísmo, há um grupo maioritário de inquiridos que deseja que o conflito acabe com um acordo, o que, dois anos depois, mais do que pessimista, é derrotista. Editorial deSónia Sapage

Europeus estão mais pessimistas em relação a uma vitória da Ucrânia
Portugal está entre os países em que mais se acredita num desfecho favorável a Kiev e em que se defende com mais intensidade a continuidade do apoio militar e financeiro.

Comida de cão nas escolas e “guerra civil” na Ucrânia. O debate dos partidos sem assento
Nove partidos e uma coligação sem assento parlamentar, mas que têm o objectivo de entrar no Parlamento, debateram esta terça-feira. O recém-formado Nova Direita era o único estreante no debate.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade