REGIAOCENTRO.ORG
Ilustração sobre a Localidade

Penela

O concelho de Penela apresenta um rico património arquitectónico. A começar pelos castelos de Germanelo e Penela, a vila romana de Rabaçal, o convento de Santo António, os pelourinhos de Penela e Podentes, as igrejas de S. Miguel e Santa Eufémia em Penela, o ordenamento e traça arquitectónica das vilas de Penela e Espinhal. Quando visitar o concelho, não deixe de ver também a Cumieira, Espinhal, Podentes e Rabaçal. 

Serra do Rabaçal

Por um lado, a paisagem circundante é a Serra de Santa Maria onde são cultivadas oliveiras, trigo e batatas. Por outro, situa-se a Serra do Rabaçal, cujos imponentes muros de pedra dividem o terreno e protegem os rebanhos, essencialmente cabras e ovelhas.

É na Serra do Rabaçal que é produzido o famoso queijo artesanal de mesmo nome. O segredo do seu sabor especial reside na alimentação do rebanho, que é composta pela antiga erva de Santa Maria, que apenas nasce na Primavera.

Gastronomia

A gastronomia de Penela é muito rica e variada. Entre os diversos produtos utilizados na gastronomia local, destacam-se o saboro Queijo do Rabaçal, o mel da serra, as nozes e os vinhos.

Festividades

Vila de Penela 
- Festa da Senhora da Nazaré 15 de Agosto 
- Feira de São Miguel (Feira das Nozes) realizada a 29 de Setembro (Feriado Municipal) 
- Festa de Santo António Convento de Santo António, no Domingo mais próximo do dia 13 de Junho 
- Festa de Santo Amaro 1º Domingo de Junho

Artesanato

Em termos de artesanato, Penela é especialmente conhecida pela cestaria, uma arte cuja tradição remonta há muitos séculos.

Histó´ria

O nome Penela guarda raízes célticas. São vários os vestígios de ocupação romana e pré-romana existentes no concelho. Penela desempenhou um importante papel durante a Idade Média, em que foi palco de guerra e contribuiu para a reconquista. Para aumentar a visibilidade dos seus soldados, o Castelo de Penela foi construído no alto de uma colina. As suas fortificações funcionavam, assim, como guarda avançada de Coimbra.

Em 1137, Penela recebeu seu primeiro foral pelas mãos de D. Afonso Henriques. Em 1 de Junho de 1514, recebeu a Nova Carta de Foral pelas mãos de D.Manuel.

O Castelo de Penela

O Castelo de Penela começou a ser construído no século XI. Está situado no alto de uma colina, na freguesia de São Miguel, no terreiro no qual se encontra a Igreja de São Miguel. Existem sepulturas antropomórficas da Baixa Idade Média cavadas no arenito existente entre a Igreja e o castelo.

Parte integrante da antiga linha defensiva do Mondego, depois do Castelo de Montemor-o-Velho é o arcaboiço medieval mais amplo e robusto que subsistiu até os nossos dias.


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

O milagre da multiplicação dos patos
Promessas não faltam. Da criação de uma pensão mínima garantida igual ao salário mínimo a um subsídio de risco para os agentes de segurança.

As mãos moles e a grande encenação: Jerónimo cola PS ao PSD
Antes de rumar ao Norte, a CDU passou o dia num terreno onde tem força: começou no Barreiro e acabou no Seixal, a falar sobre PS e PSD, que “são parecidos em muita coisa”. Pelo meio, passou pela clássica descida do Chiado, apelar a que “nenhum democrata fique em casa”.

Alegre critica “herdeiros de Trotsky e Lenin”, diz-se magoado e lembra que 25 de Abril não se fez para Chega ser poder
O histórico socialista juntou-se à campanha para elogiar António Costa e expressar a sua mágoa pelo fim do acordo entre as esquerdas. Agora, diz, o combate é contra a direita que está a abrir caminho à extrema-direita.

E a Cultura? Marginal como é costume
Falta-nos, enquanto país, um GPS que nos ajude a encontrar os caminhos para inventar futuros.

Saudosismos, populismos e democracia
Quando, por terem em conta a Convenção Europeia dos Direitos Humanos e a jurisprudência do TEDH, o MP e os juízes não acusam nem condenam, não estão a revelar medo - estão apenas a cumprir a lei.

Portugal e Brasil, nações unidas
A razão mais forte para acreditarmos que o melhor ainda está para vir são as pessoas.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade