REGIAOCENTRO.ORG
Ilustração sobre a Localidade

Feira Medieval de Coimbra

Febras, torresmos e sardinhas, tostam nas brasas e são servidos em folhas de couve ou em pão de centeio.

 

foto9.jpg (14799 bytes)

foto3.jpg (13627 bytes)

foto4.jpg (18820 bytes)

foto5.jpg (21076 bytes)

foto6.jpg (14830 bytes)

foto7.jpg (18245 bytes)

A Feira Medieval de Coimbra faz-nos recuar no tempo e leva-nos a um convívio de perto com almocreves, mercadores, mendigos, gentis-homens e clérigos. O espírito medievo de uma feira do século XIV invade o visitante e transporta-o para um tempo imemorial.

No ar pairam os mais variados aromas. Febras, torresmos e sardinhas, tostam nas brasas e são servidos em folhas de couve ou em pão de centeio. Chouriço cozido em vinho, diversos pescados e costeletas de javali, saciam outros apetites. Associando-se a estes cheiros, outros, mais doces, completam o menú. Assim, manjares de leite e mel, tijeladas, papas de melado, com sangue de porco e mel e frutos secos (especialidade da época) e as mais diversas frutas, completam a dieta alimentar da época.

foto1.jpg (21177 bytes) foto2.jpg (17581 bytes)

Se recuarmos no tempo ficamos a saber que a feira de Coimbra foi instituída por portaria fernandina a 7 de Junho de 1377. Embora já existissem no século XII, a centúria de Duzentos surge efectivamente como o século de ouro das feiras em Portugal e o monarca D. Dinis apresenta-se como o grande incentivador das mesmas, totalizando 43 no seu reinado.
Maria Helena da Cruz Coelho, em brochura intitulada Feira Medieval - A feira de Coimbra no contexto das feiras medievais portuguesas, fornece uma descrição notável de uma feira medieval em Coimbra: «A Coimbra de Duzentos, movimentada, ruidosa, fervilhando de gentes, animais e mercadorias, oferece-se perante os nossos olhos.

 

São os cavalos, as mulas, os asnos e os homens que circulam nas ruas da cerca, transportando os mais variados produtos. Chegam de fora, de noite e de dia, para abastecerem a cidade. E erguendo-se o sol o comércio começa.
O vinho de fora vende-se nas alfândegas do rei. A carne de cabrito, cordeiro, leitão, cervo, corça ou gamo e o pescado, da lampreia e sável às peixotas e congros secos, compram-se nos açougues régios.
 

mendigo.jpg (10203 bytes)

Na casa das padeiras se busca o pão. Igualmente nos açougues, que designam todo o espaço do mercado, em locais improvisados de venda, oferecem-se aos vizinhos o milho, o trigo e a cevada, que seriam pão conforme as bocas; as verças das almuinhas da cidade e seu aro; a fruta que os homens e as mulheres trazem às costas; a imprescindível madeira. Aí se regateia o mel e o azeite, os alhos e as cebolas (...) Sendo a necessidade de panos (que não sejam de cor) ou roupas buscam-se as bancas dos fanqueiros, feltreiros, adéis ou dos que vendem mantas e buréis. Carecendo-se de peles, artefactos de pele ou sapatos, acorre-se aos peliteiros, correiros e sapateiros (...) Ocorreria esta azáfama, já o dissemos, na Alta, dentro do espaço muralhado.»



 

(*) Fotografias de Leonardo Opiz
 

COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

Cartas ao director

Uma fábrica de desigualdades
Vítimas de teorias e práticas pedagógicas que já eram velhas há 40 anos, porque lhes dão jeito para camuflar o insucesso que realmente existe e continuará a existir por este caminho, há escolas (e cada vez são mais) que vivem um autêntico PREC educativo.

Cristas quer CDS a “crescer” nas legislativas para centro-direita voltar ao poder
Assunção Cristas quer ir além dos 18 deputados nas eleições de Outubro. O seu objectivo é mostrar que “os eleitores podem confiar no partido”.

Madonna sobre o controlo de armas: “A nossa nação mentiu”
No novo vídeo de Madonna, publicado esta quarta-feira, há pessoas assassinadas a tiro numa pista de dança. A artista explica: “Uma bala penetra o corpo, atira-te ao chão e tira a tua vida. As pessoas sangram até à morte. Isto é a realidade”.

PS propõe início do encerramento das centrais de Sines e do Pego em 2023
Aposta na energia eólica e marítima é a proposta do PS para combater as alterações climáticas e promover a eficiência energética.

Zeinal Bava diz que recebeu 25 milhões para se tornar accionista de referência da PT
Gestor, que esteve a ser interrogado durante quase oito horas na instrução da Operação Marquês, justifica recebimento de 25 milhões através da ES Entreprises, o alegado saco azul do Grupo Espírito Santo, com um alegado empréstimo para comprar acções da PT.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade