REGIAOCENTRO.ORG
Ilustração sobre a Localidade

Penamacor

Penamacor

Penamacor é uma vila portuguesa no Distrito de Castelo Brancoregião Centro e sub-região da Beira Interior Sul, com cerca de 1 500 habitantes.

É sede de um município com 555,52 km² de área e 5 680 habitantes (2011), subdividido em 12 freguesias. O município é limitado a norte pelo município do Sabugal, a leste pela Espanha, a sul por Idanha-a-Nova e a oeste pelo Fundão.

A vila situa-se a uma altitude média de 550 m.

 

HISTORIA:

Penamacor foi elevada a vila em 1199.

Só a partir do reinado de D. Sancho I é que a história de Penamacor se define com alguma clareza. Dizem alguns ter sido esta vila pátria de Vamba, o famoso rei dos Godos que governou a península desde 672 até 682D. Sancho I, conquistou Penamacor aos Mouros e reconstruiu-a. Deu-lhe foral em 1189 e entregou-a aos Templários na figura do mestre D. Gualdim Pais, que a fortificou.

O nome desta vila, segundo uma das lendas, terá origem num célebre bandido, que aqui terá habitado, de nome Macôr. Segundo dizem, este salteador vivia numa caverna a que davam o nome de Penha. Com o passar dos tempos, o nome adulterou-se e passou a chamar-se Pena, ficando assim a terra a ser conhecida por Penha de Macôr ou Pena Macôr.

Segundo outra versão uma luta feroz entre os seus habitantes e salteadores originou tanto derramamento de sangue e de tão má cor, que a vila ficou a ser conhecida por Penha de má cor. Ainda outra refere, que nesta zona existiam duas povoações, ambas localizadas em montes, Pena de Garcia e Pena Maior. Com a adulteração da pronúncia Castelhana, Magor passou a ser Macor, dando origem a Pena Macor. Seja qual for a origem do nome, o certo é que representa uma das vilas mais bonitas e castiças do País.

O desenvolvimento da vila, nos finais do século XII, deve-se à necessidade de protecção da fronteira portuguesa, pelo que foi construído um castelo (Castelo de Penamacor), de que ainda hoje restam vestígios, considerado monumento nacional.

 

PATRIMÓNIO:

Penamacor possui diversos imóveis de interesse histórico, além do Castelo de Penamacor.

 

 

SOURCE: Wikipedia, 2013-09-13, http://pt.wikipedia.org/wiki/Penamacor

Editado em 2013-09-15


COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

"Nós temos noção de que temos dois pequenos milagres em casa"

Viver melhor com menos: o minimalismo como modo de vida
Ser minimalista é ter o essencial. Não se trata de abdicar da qualidade de vida e do bem-estar, mas antes de identificar e abdicar dos bens materiais que não tenham um propósito claro e que muitas vezes mantemos apenas para preencher vazios existenciais.

Imigrantes
Será Portugal, serão os países europeus e será a Europa capazes de evitar o fanatismo dos defensores da imigração e a intolerância dos inimigos dos imigrantes?

Percepção de fragilidade do bebé prematuro: Sim! Impotência dos pais: Não!
Nem todos os bebés prematuros têm o mesmo tipo de problemas. As possibilidades de sobrevivência dependem da idade gestacional, do peso e dos problemas graves ao nascimento, como sejam: respiratórios; cardíacos; infecciosos e malformativos. De todos eles o mais importante é a idade gestacional.

“Eu tive cancro, mas ele nunca me teve a mim”
Entre 15 e 30 de Outubro, do Dia Mundial da Saúde da Mama até ao Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama, respectivamente, mais de uma dezena de mulheres respondeu ao desafio do PÚBLICO de escrever, na primeira pessoa, o que é ter cancro e como o ultrapassaram. Para além das palavras, seis delas aceitaram ser retratadas. É uma partilha que se pretende útil para quem está a passar pelo mesmo.

Toda esta ilha é fragosíssima
Rebentam grandes foguetórios no passar do ano, há incêndios quando calha e torrentes de lama e pedras que, desde que a ilha se levantou, por força teimam roê-la e afundá-la no mar oceano.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade