Ilustração sobre a Localidade

ALMA DE PÁSSARO

PARAPENTE

Quando se chega ao alto da serra olha-se o horizonte. As pequenas povoações estendem-se por pequenos vales abrigados e envolvem-se por terrenos cultivados. Os recortes da paisagem são espectaculares. Na área de descolagem encontram-se sempre muitos pilotos de parapente, caso a brisa esteja de feição. Estendem a asa, colocam a cadeira e, depois de "inflar a asa", descolam para um voo de liberdade, silêncio e paixão.

"Voar é espectacular. É como um vício". Frase comum e ouvida constantemente entre aqueles que fazem do voo a melhor forma de combater o stress do dia-a-dia. Para quem nunca passou pela experiência de correr para o abismo da serra e, de repente, ficar suspenso como um pássaro, se calhar não é fácil de perceber. Mas voar em parapente dá uma sensação de pairar no espaço, de penetrar num mundo de beleza e silêncio, de entrar num mar de nuvens, ou ter uma experiência de vertigem imensa. "É uma sensação de liberdade única" que só quem voa conhece porque é difícil de transmitir aos outros.

O parapente é uma forma de voo livre com uma taxa de risco muito baixa e por isso dá muita segurança a quem o pratica e a quem experimenta um voo bi-lugar, acompanhado por um piloto credenciado.

Em Portugal há vários locais de voo de norte a sul do país, mas Linhares da Beira é o lugar mítico do parapente. É lá que todos que já ouviram falar desta modalidade gostam de ir para experimentar ou para fazer os cursos. É lá também que se realiza, todos os anos, a competição mais antiga do país, o Open de Parapente do INATEL. 

"Desde que os parapentes vieram para cá que a terra evoluiu", conta o Ti Mimoso, proprietário da Cervejaria Mimoso, local de reunião dos parapentistas. "Antigamente ninguém conhecia a nossa terra, agora é gente a toda a hora. Muitas vezes nem conseguimos atender todos". No Mimoso contam-se as histórias dos voos e das manobras mais ousadas que este ou aquele realizaram em pleno voo, fala-se dos descuidos de alguns, dos erros, das técnicas e dos melhores do país e do mundo. Aqui também se podem recordar todas as competições, pois as paredes do café estão cobertas pelos cartazes do open que se realizou ao longo dos anos. "A única colecção completa de cartazes tenho-a eu aqui colada nas paredes e ninguém ma tira daqui que eu não deixo", diz o Ti Mimoso com orgulho. 
Saímos do Mimoso já com o estômago consolado pelo queijo da serra, pelo presunto e pelo pão centeio feito lá na aldeia, e a vontade de voltar à descolagem é grande. No ar andam muitos parapentes que com as suas cores garridas salpicam o céu azul. Pega-se no carro e vai-se subindo a encosta até à "pedra da má língua". "A brisa está de frente", diz Vítor Baía, responsável pela Escola de Parapente, que funciona em Linhares. "Está bom para os alunos". E os alunos começam a descolar, acompanhados pela voz do Vítor no rádio a dar todas as indicações de voo para que cheguem em segurança à aterragem.

"Então não vai um bi-lugar?" Pergunta. Estende-se a asa, colocam-se as cadeiras, infla-se a asa, corre-se uns metros e descola-se. Aí estamos nós. No ar! A sentir o fresco da brisa, a sensação de voar como um pássaro é a melhor do mundo. A vontade é continuar ali para sempre, no silêncio, na paz do céu. Abaixo andam algumas aves, por vezes até nuvens! Voar, voar! Quando se chega a aterragem sente-se a alma cheia. E depois a única coisa que salva a saudade que já se sente do voo é a certeza de poder voltar no próximo fim-de-semana.
Texto e fotografia: Salomé Joanaz

Como ir a Linhares
Tomar a A1. Sair para o IP3 na indicação Viseu / IP3 (placa verde, próximo de Coimbra). Ir até à indicação Mangualde, Nelas (saída próxima de Santa Comba Dão). Ir até Nelas. Na rotunda virar na direcção de Seia. Aí, antes de entrar na cidade virar à esquerda na direcção de Celorico da Beira. Na aldeia da Carrapichana sair à direita na placa Linhares da Beira / Parque Natural Serra da Estrela. Linhares fica a 6 km. A descolagem fica a 3kmda aldeia.

Telefones úteis em Linhares
Escola de Parapente do INATEL: 271776590
Casa do Parapentista: 271770000
Clube de Voo Livre Vertical: 239716703
Locais de Voo na região centro
Quinta do Mosteiro - Arganil, Covilhã, Serra da Gardunha - Fundão, Linhares da Beira - Celorico da beira (Serra da Estrela), Lousã, Redinha, Rabaçal, Seia (Serra da Estrela), Tarouca, Unhais da Serra (Serra da Estrela), Vale de Azares - Celorico da Beira, Alvados - Porto de Mós, Minde, Santa Cruz (praia), Venda das Raparigas (Serra dos Candeeiros), Praia dos Salgados - Nazaré, Penha Garcia - Idanha-a-Nova.

Para informações mais detalhadas consultar as páginas:
www.nca.pt/havefun/
www.uc.pt/vertical/


COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

O caos dos Mão Morta, o amor dos Future Islands e a realidade de Kate Tempest no primeiro dia de Paredes de Coura
Num dia em que sem surpresas os Future Islands foram a banda preferida do público, surpreenderam o psicadelismo dos BEAK> e a spoken word de Kate Tempest. O festival não correu tão bem para o lado dos The Wedding Present.

Incêndios: A1 cortada nos dois sentidos entre Albergaria e Aveiro
Não há previsão de quando a circulação será retomada.

Supremo Tribunal brasileiro nega indemnização por demarcação de terras indígenas
Decisão negou compensação ao estado do Mato Grosso e deu força aos debates acerca do “marco temporal”, entendimento que quer limitar os direitos indígenas no Brasil.

Sp. Braga e Marítimo com níveis de pressão distintos na Liga Europa
Minhotos, com mais rodagem europeia, defrontam os islandeses do FH. Madeirenses medem forças com o poderoso Dínamo Kiev.

St. Vincent vai realizar uma adaptação de O Retrato de Dorian Gray
Conhecida pela música que faz como St. Vincent, Annie Clark vai-se estrear na realização de longas metragens. A sua adaptação do romance de Oscar Wilde terá uma mulher no papel principal.

CDS diz que descordenação no combate aos incêndios não se resolve com "papéis"
Adolfo Mesquita Nunes reage à declaração de calamidade pública

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade