REGIAOCENTRO.ORG
Ilustração sobre a Localidade

BUGA

Pedalar por Aveiro

Vai uma volta de BUGA?

Aveiro já há muito é conhecida como a Veneza Portuguesa, com a sua ria a penetrar por entre os bairros alegres. Mas há cerca de dois anos ganhou uma nova comparação: a Amsterdão lusitana. Porque tal como esta cidade holandesa, Aveiro passou a convidar residentes e visitantes a aventurarem-se em passeios de bicicleta. Foi o nascimento das já famosas BUGA, disponibilizadas gratuitamente a todos os cidadãos, sem burocracias e com total liberdade: basta pegar, andar e largar.
Esta iniciativa, inédita no nosso país, partiu da Câmara Municipal de Aveiro e integrou-se numa campanha global destinada a promover a cidade como "amiga" dos seus habitantes e visitantes. Bem explícito no slogan da campanha: "Aveiro. Uma cidade que gosta de ti!". Que também poderia ser: "BUGA numa cidade que gosta de ti!", porque foi esse o nome com que baptizaram as companheiras de viagem. 
Mas o nome BUGA encerra em si uma finalidade descritiva, pois é a sigla da Bicicleta de Utilização Gratuita de Aveiro. 
Não se trata de uma cópia do que já é praticado noutras cidades mundiais, segundo a Câmara, mas sim uma ideia inspirada no que já é praticado noutros lugares, com as devidas adaptações às estruturas da cidade.
As BUGA têm um design muito próprio e característico que as diferencia de qualquer outro engenho a pedais. Além de ter um quadro distinto, cabos e mudanças estão escondidos dentro das coberturas. Uma imagem diferente das habituais bicicletas que se prende, também, com o facto de se querer evitar que sejam objecto de furto.

Pegar, pedalar e largar

O programa iniciou com 200 bicicletas, distribuídas por diversos parques de estacionamento, construídos para o efeito, dispersos pela cidade. O sistema de uso é semelhante ao dos carrinhos de compra dos supermercados. Quem quiser pedalar introduz uma moeda no veículo que só recuperará ao deixá-lo num dos parques existentes: parques BUGA.
Quanto às regras gerais de utilização, fique a saber que todos os cidadãos podem pedalar nas BUGA, com excepção das crianças. E o período de utilização decorre durante o dia. Além disso, o novo veículo municipal pode circular em qualquer local da cidade, havendo, no entanto, algumas pistas apropriadas de forma a facilitar a circulação do tráfego normal.
As BUGA acabam por ser a marca de um estilo de vida mais saudável, em permanente relação com a natureza, fazendo da cidade um local privilegiado para se viver e, claro, para visitar.

Linha BUGA: 96 7050 441
http://www.cm-aveiro.pt/buga

Texto de Joana Simões especialmente para o regiaocentro.net
*Fotos participantes do 1o. Concurso Fotográfico RC. Reproduzidas em concordância com o regulamento do Concurso.



loading...



COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

A guerra em família
Quando querem falar de si mesmos, os americanos voltam-se para o Vietname. Apocalypse Now, está de regresso, pela terceira vez, e numa terceira versão, porque devemos fazer amizade com o horror.

PSD pede debate de actualidade no Parlamento sobre a RTP

“Pela matilha”, os cães voltaram às urnas no Reino Unido

Actor e encenador Tiago Rodrigues vence Prémio Pessoa 2019
O actual director do Teatro Nacional D. Maria II é o vencedor da 33.ª edição do prémio. O júri consagra uma carreira de “excepcional projecção dentro e fora do país, mas também reconhece um contributo notável para o desenvolvimento do campo das artes performativas portuguesas”.

Número de desempregados com deficiência aumentou 41% numa década
Observatório da Deficiência e Direitos Humanos apresenta relatório que traça fotografia entre 2009 e 2018. Um retrato “agridoce” com evoluções e progressos inexistentes. Número de estudantes no ensino obrigatório aumentou 92% e no ensino superior 40%. Faltam recursos e fiscalização. Queixas aumentaram quase 2000%.

Juros negativos: bancos não vão fazer distinção entre empresas públicas ou privadas
APB assume no Parlamento que o único critério será o de serem ou não equiparados a institucionais de natureza financeira.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade