REGIAOCENTRO.ORG
Sem FOTO:1

Sé do Porto

edificada no alto da Pena Ventosa

A primitiva ocupação humana do sítio do Porto, provavelmente por castros, remonta ao período final da Idade do Bronze, por volta do século VIII a.C. Trata-se de um povoado proto-histórico que se localizou num ponto alto, sobre a margem direita do rio Douro, e, terá mantido, desde cedo, importantes ligações comerciais com a bacia do mar Mediterrâneo.

Aquando da invasão romana da Península Ibérica, esta povoação, então denominada de "Cale", já contava com edificações de porte considerável e controlava um importante eixo viário entre "Olissipo" (actual Lisboa) e "Bracara Augusta" (actual Braga). Daqui Portugal foi buscar a origem do seu nome.

O mais importante núcleo foi identificado pela pesquisa arqueológica na década de 1940 no alto da Pena Ventosa (morro da Sé), quando foram trazidas à luz uma ara votiva, uma moeda do imperador Constantino e duas colunas de mármore. Datará também desta época a primitiva cintura de muralhas da povoação.

A Sé do Porto foi edificada no alto da Pena Ventosa e é um dos monumentos mais antigos existentes na cidade do Porto. A sua construção iniciou-se na primeira metade do século XII, e prolongou-se até ao princípio do século XIII. O primeiro edifício, em estilo românico, foi sofrendo alterações ao longo dos séculos. O caracter geral da fachada data da época românica, e, no ano de 1333, já na época Gótica, construiu-se a capela funerária de João Gordo, cavaleiro da Ordem dos Hospitalários e colaborador de D. Dinis. Foi no reinado de D. João I que se procedeu à construção do claustro tendo sido na Sé do Porto que este rei casou com D. Filipa de Lencastre  em 1387.

Já em plena época barroca o exterior do edifício foi bastante alterado e cerca do ano de 1736, o arquitecto italiano Nicolau Nasoni adicionou uma galilé barroca à fachada lateral da Sé. As balaustradas e cúpulas das torres também são barrocas. Por volta de 1772 construiu-se um novo portal substituindo o original em estilo românico.

 


COMENTÁRIOS DOS LEITORES


Find more about Weather in Coimbra, PO
Click for weather forecast


NEWSLETTER

Subscrever a newsletter:



Sair da newsletter:

ARRENDA-SE.NET

Quartos, apartamentos, casas, etc

RECADINHOS

Últimos recadinhos dos leitores:

Congratulations for the site. It is very nice to get more informations about Portugal. A beautiful country.
Matheus Smith 2016-07-30 23:39:20


RELÓGIO

Veja que horas são no mundo

NOTÍCIAS

Jornal O PÚBLICO

Parlamento debate iniciativas para proibir ou limitar venda de cosméticos com microplásticos
Os Verdes consideram que há "alternativas menos agressivas" para produtos como esfoliantes. O partido ecologista refere que não se sabe ainda a forma como os aditivos utilizados na produção de plástico afectam os humanos e animais.

Farmacêuticos avisam que está posta em causa segurança dos doentes nos hospitais
A falta de pessoal fez com que os serviços farmacêuticos no hospital de São João, no Porto, tivessem de encerrar durante a noite. Segundo Ana Paula Martins, há farmacêuticos que já não conseguem sequer substituições por licenças de parto ou por doença.

Pois então dancemos!
Canções mais incisivas, letras sintéticas e ideias esparsas, a frequência rítmica (quase) sempre nas 128 BPM — o planeta onde Chaz aterrou é orgulhosamente hedonista. Dancemos, então!

Toro y Moi: the dancing king
Em 2017, quando era editado Boo Boo, dizíamos que Toro y Moi, o “homem no espaço”, prosseguia a sua viagem — Outer Peace é mais uma momentânea paragem desse inesgotável percurso, um dos mais fascinantes da música popular do século XXI. Vamos poder testemunhá-lo (e dançá-lo!) em Maio no Porto e Lisboa.

Enquanto Chaz preparava o seu regresso...
Pelo meio da conversa com Chaz, três nomes centrais no seu universo artístico e afectivo foram surgindo. Uns transmitiram-lhe atitude, com outros cresceu e testemunhou as suas curvas e contra-curvas, outros ainda foi ele a vê-los crescer em maturidade e talento. A palavra a Chaz.

Promessas há muitas, mas a Casa da Pesca continua ao abandono
Depois de tentativas de assinaturas de protocolos falhadas em 2007 e 2016, este poderá ser o ano em que a Casa da Pesca ganha uma nova vida. Ministério da Agricultura e câmara de Oeiras garantem que elaboração do documento que efectiva a cedência do espaço se encontra "em fase final de execução". Município quer reabilitar o espaço.

NOTÍCIAS

Jornal EXPRESSO

(c) 2014 Portal REGIAOCENTRO.ORG

Termos de Serviço

Privacidade